Resumo

Baixe um resumo do formato e das regras da maratona aqui.

Fases e Ferramenta

Considerando a grande quantidade de cursos de graduação na área de Informática mantidos pelo Centro Paula Souza, o elevado número de estudantes neles matriculado e a dispersão geográfica das Fatecs pelo território paulista, a Maratona InterFatecs é organizada em duas etapas, buscando viabilizar a participação do maior número de competidores em suas provas. Em ambas etapas será utilizado o ambiente de gerenciamento de competição denominado BOCA, que é tradicionalmente empregado em competições do tipo no Brasil.

A primeira etapa é realizada de forma distribuída, com as equipes espalhadas por diversas sedes, todas realizando a mesma prova, ao mesmo tempo. Para facilitar a organização, um único servidor é configurado em uma sede central à qual todas as sedes acessam via internet e onde os juízes da competição julgam as submissões e atendem às dúvidas dos participantes.

A segunda etapa é realizada em uma sede única, com a presença das equipes melhores classificadas na etapa anterior. Nessa sede, é disponibilizado o servidor com o ambiente interativo de submissão de programas e o corpo de juízes, reproduzindo inteiramente o ambiente de uma sede regional da Maratona de Programação da SBC.

Composição das Equipes e Critérios de Eligibilidade

A competição é disputada por equipes de três alunos titulares mais um reserva. O papel do competidor reserva é o de substituir um titular que eventualmente se veja impedido de participar de alguma etapa do evento. A equipe deve manter sua formação, quanto aos seus membros titulares e reserva, nas duas etapas da competição, sob pena de desqualificação sumária.

Toda equipe deve ter um técnico que seja um professor da unidade. O técnico tem a função de inscrever as equipes, orientá-las, bem como participar das duas etapas da competição.

Os membros de uma equipe precisam ser alunos regularmente matriculados nos cursos de graduação tecnológica mantidos pelo Centro Paula Souza no semestre letivo em que ocorrer a primeira fase da competição. É obrigatório que todos os membros de um time sejam da mesma Fatec, mas não é necessário que pertençam ao mesmo curso, período letivo ou turno de aulas. A qualquer momento pode ser solicitado ao competidor a comprovação da situação de sua matrícula no curso de graduação ao qual pertence.

Prova e Duração

A prova correspondente a cada etapa possui uma duração de 5 horas e é composta por um número variável de problemas redigidos em português - e ao menos um problema em inglês - que devem ser resolvidos mediante implementação de programas de computador. Durante a prova, é permitida às equipes a consulta a material próprio, que pode ser impresso em papel ou disponível em meio magnético na primeira fase e exclusivamente impresso em papel na segunda fase. NÃO é permitido a acesso a conteúdos da Internet em nenhuma das duas fases.

É vedada a comunicação entre as equipes durante a prova de ambas as fases, bem como a troca de material de consulta entre elas. Também não é permitida a comunicação entre os membros das equipes e seus respectivos técnicos durante a realização da prova. Cada equipe terá acesso a um único computador dotado do ambiente de submissão de programas BOCA, dos compiladores, link-editores e IDEs requeridos pelas linguagens de programação permitidas bem como editores de programa.

Durante a prova, é permitida às equipes a consulta a material próprio, que deve ser exclusivamente impresso em papel.

Na primeira fase, a equipe terá acesso ao enunciado dos problemas em versão eletrônica no próprio ambiente BOCA, ficando a critério da organização da sede local a decisão pelo oferecimento também da versão impressa em papel desses enunciados. Na segunda etapa cada membro da equipe recebe uma cópia impressa em papel com os enunciados dos problemas.

Linguagens Permitidas

São permitidas soluções para os problemas implementadas nas linguagens C, C++ e Java. As versões dos compiladores utilizados pelos juízes para corrigir as soluções submetidas pelas equipes são divulgadas por meio de nota técnica publicada no site do evento a no mínimo 10 dias da realização de cada etapa.

Critérios de Avaliação e Classificação

A avaliação de uma solução submetida pela equipe de competidores leva em conta diversas possibilidades de erro: de compilação, em tempo de execução, demora excessiva do programa em processar os casos de teste, resposta incorreta e erro de formatação de saída, sendo estas duas últimas detectada por meio da comparação byte a byte da solução da equipe com o gabarito dos juízes. Uma submissão que não apresente erros de qualquer natureza é julgada como correta.

O primeiro critério de classificação é a quantidade de problemas resolvidos, em ordem decrescente, ou seja, é vencedor a equipe que resolver o maior número de problemas durante as cinco horas de prova. O desempate das equipes que resolverem a mesma quantidade de problemas é feito pelo tempo total que cada uma precisou para resolver os problemas, em ordem crescente desse valor. Esse total é computado em minutos e corresponde à soma do tempo decorrido a partir do início da prova em que a primeira submissão correta de cada problema foi feita pela equipe. Submissões incorretas de problemas que acabaram sendo resolvidos pela equipe acrescentam 20 minutos cada uma ao seu tempo total.

Os 50 times melhores classificados na primeira etapa da competição estão selecionados para participar da segunda etapa, com as seguintes restrições:

  1. Toda Fatec participante terá garantida uma vaga na etapa final. Essa vaga será atribuída automaticamente à equipe melhor classificada na primeira etapa. Caso haja empate entre equipes de uma mesma Fatec na disputa por uma vaga, caberá ao técnico daquela unidade designar o vencedor.
  2. As demais vagas remanescentes serão preenchidas segundo o desempenho geral dos times.

Caso a quantidade de equipes habilitadas à segunda fase pelos critérios 1) e 2) seja inferior a 50, estará caracterizada a sobra de vagas e a decisão sobre a forma de preenchimento das mesmas é de responsabilidade da comissão organizadora do evento, segundo os critérios que julgar conveniente.